• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

28 fevereiro 2012

A vida, segundo a visão de uma garota de quase 27 anos

Olá, pessoal!

Faço 27 anos na quinta-feira.

E resolvi hoje fazer um pequeno apanhado sobre o que penso da vida, aos 26 anos de idade.

São pensamentos, ideias, planos... Um pouco de mim aos 26.

Comecemos.

Continuo mais "Naná" que "Ana Maria", mesmo achando que realmente Milton Nascimento estava certo ao dizer que "É um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta". Que Maria é "uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta"...

Ando descrente com a profissão de professor. 

Não vejo mais o mínimo de interesse pelo saber na maioria dos alunos nem o mesmo brilho nos olhos na maioria dos docentes.

Também não vejo mais brilho nos meus olhos quando entro em uma sala de aula e me deparo com a educação como está. Mas não quero mais me queixar disso.


Ando tendo planos de mudar. 

Não só o cabelo como sempre faço (em tempo: estou morena atualmente, mas talvez eu volte a ficar ruiva ainda em março); mas mudar um pouco a vida. A minha vida.

Penso em voltar a estudar, mas não sei o quê. Talvez meu tão almejado doutorado em Linguística, talvez o devaneio da faculdade de moda. Talvez algo técnico, relacionado à criação e design gráfico. Ou talvez nada disso.

Não sei.

Ando reflexiva.

Talvez por ver tantos alunos problemáticos eu tenha me perguntado se vale a pena voltar a ser uma aluna ou mesmo uma professora.

Ando calada.

E, ao mesmo tempo, grito constantemente minha insatisfação e anseio por mudanças.

No entanto, ando otimista.

Sinto meus planos chegando devagar e tomando forma, como um filho gerado por meses no ventre de sua mãe.

Ando apaixonada.

Apaixonada pela vida, pelo que há de bom e pelo meu marido, alguém por quem nem tenho palavras suficientes para expressar tudo que sinto.

Ando tão apaixonada pela vida e pelo meu amor que decidi junto com ele proteger o que há de bom em nós e em nossa história.

Decidimos por aparar arestas, retirar o que é feio, ruim ou triste de perto de nós. Ainda que isso seja um processo longo, estamos caminhando.

Ando sensível.

Minha valorização da vida, depois de tudo que passei nos últimos tempos me fez olhar o mundo com os olhos da alma.

Ando apreciando mais o sol, o céu, a lua, a beleza das coisas mais simples.

Ando buscando tempo pra sorrir.

E é por isso que ando tendo mais fé.

Entrei em contato com minha espiritualidade como nunca tinha entrado antes. Procuro hoje me conhecer mais, ouvir mais a voz do meu coração e segui-la.

Ando me conhecendo melhor.

Mas aquela menina de antes permanece.

Andava escondidinha... Mas apareceu novamente!

E trouxe de volta o hábito da escrita, os hobbies criativos e os sonhos. Sonhos que sigo em busca.

É é por isso que ando.

Caminho. 

Percorro. 

Sigo.

Vivo.

E é isto que espero: viver mais.


Com carinho.

Naná.

25 fevereiro 2012

Curiosidades sobre o Oscar que você precisa saber!

Olá, pessoal!

Oscar chegando... Milhões de especulações sobre quem merece/vai/deveria ganhar... E eu não tô nem aí pra isso!

Gosto mesmo de ver nestas cerimônias são as curiosidades, os fatos pitorescos dos bastidores. 

Li uns bem legais e quero dividir com vocês!

Vamos a eles?

1.
 A pessoa mais jovem a receber um Oscar foi a pequenina de 5 anos Shirley Temple em 1934. Porém, quando ela recebeu a premiação, foi uma espécie de "Oscar especial" para trabalhos que ela fez em vários filmes. 

Assim sendo, é considerada, 
de fato, a pessoa mais jovem a ganhar um Oscar a atriz Tatum O'Neal, que tinha 10 anos quando ela se consagrou na premiação como "Melhor Atriz Coadjuvante" em 1973, pelo papel em "Paper Moon" (no qual ela estrelou ao lado de seu pai Ryan O'Neal).

A recordista antes e agora.
2. Quem ganha um Oscar, tem que assinar um acordo de vencedores, no qual se comprometem a não vender Prêmios da Academia sem antes oferecer o Oscar de volta à AMPAS pela merreca quantia de 1 dólar.

Esta é a maneira que a Academia encontrou de controlar os troféus que vão à venda. Eles querem se certificar de que nenhum prêmio possa chegar às mãos de  colecionadores particulares (reles mortais). Se alguém se recusar a assinar o acordo, a Academia tem o direito de reter o prêmio. A AMPAS começou a emitir este tipo de acordo em 1951.

3. 
Durante a Segunda Guerra Mundial, os vencedores receberam estatuetas do Oscar feitas em gesso em vez das usuais de ouro, para marcar o esforço de guerra e a escassez de metal.

4.  
A cerimônia do Oscar foi adiada três vezes:

A primeira vez foi em 1938, por causa de inundações em Los Angeles.

A segunda, em 1968, após o assassinato de Martin Luther King Jr.

A terceira foi em 1981, após um atentado contra a vida do presidente Ronald Reagan.

5. Até 1941, os resultados do Oscar foram disponibilizados aos jornais antes de serem anunciados na cerimônia para que eles pudessem ser incluídos em edições do dia seguinte.

6. Você sabia que Billy Crystal sempre tinha uma escova de dentes no bolso em todas as oito vezes que ele apresentou o Oscar?

A razão pra isso é ótima: Quando criança, o comediante brincava de fazer os agradecimentos do Oscar, usando sua escova de dentes na frente do espelho. Cristal continuou esta tradição a cada vez que ele subiu ao palco do Oscar.


7. A expressão "The winner is…" ("O vencedor é…") foi substituída por "The Oscar goes to…" ("O Oscar vai para…"),
em 1989, para que não parecesse que os demais eram perdedores. 


8. Com a expectativa de receber o Oscar de Melhor Diretor em 1976, Steven Spielberg contratou uma equipe de documentário para filmar a reação dele. Quando foi anunciado e a estatueta não foi pra ele, Spielberg foi filmado proferindo algo como "Eu não posso acreditar - eles preferiram Fellini em vez de mim!". Que vão!

9. 
Um Oscar pesa pouco mais de 3 kg e tem 34 centímetros de altura. O custo para a sua produção é de 500 dólares.

10. Falando em estatueta, a origem do nome dela é controversa, mas diz a lenda que a bibliotecária da Academia e eventual diretora executiva Margaret Herrick a achava muito parecida com um tio seu, de nome Oscar Pierce. A partir daí, seus funcionários teriam começado a chamar a estatueta de "Oscar".

11. A primeira cerimônia de premiação da Academia foi realizada em 16 de maio de 1929 no Hollywood Roosevelt Hotel e os ingressos para o evento foram de 5 dólares. 

Naquele ano, Charlie Chaplin foi premiado com a estatueta de Oscar por "versatilidade e genialidade" por atuar, escrever, dirigir e produzir o filme "O circo".



12.  
Uma inserção de comercial de TV de trinta segundos na rede de TV ABC, transmissora da festa, em rede nacional durante a entrega do Oscar, pode custar 220 mil dólares.

13. Gwyneth Paltrow disse 23 "obrigados" quando ganhou o Oscar de melhor atriz em 1999 atuando em "Shakespeare Apaixonado".


14. O tempo de agradecimento é, hoje em dia, restrito a 45 segundos. Caso o feliz ganhador exceda este tempo, tem sua fala "gentilmente" sobreposta pelo som da orquestra que começa a tocar.

15. 
A Academia digamos... Já deu "novas" estatuetas a quem já havia ganhado. Foram em casos extremos: Gene Kelly recebeu uma nova, após seu Oscar original ter sido queimado em um incêndio. Jack Lemmon tem um novo após a sua sua estatueta ter enferrujado.

16. Em 2000, 55 estatuetas do Oscar foram roubadas no caminho para a premiação.
Cinquenta e duas foram recuperadas próximo a uma lixeira e uma foi encontrada anos depois, em uma apreensão de drogas, mas duas ainda estão desaparecidas. 

Willie Fulgear, o cara que encontrou e devolveu à produção do Oscar, recebeu  50.000 dólares e dois ingressos para a premiação. Ironicamente, os assaltantes invadiram seu apartamento e depois roubaram a maior parte do dinheiro do prêmio.

17. Especialistas especulam que mais de 140 prêmios da Academia foram vendidos desde a primeira cerimônia.  Em 1996, Steven Spielberg recebeu seu primeiro Oscar, quando ele comprou em um leilão o que Clark Gable recebeu de Melhor Ator por US$ 550.000. Spielberg devolveu então para a Academia.



17.1 (rs!) O caso de Harold John Russell é muito interessante. Ele é um dos dois atores não-profissionais a ganhar um Oscar. Russell vendeu a estatueta que ganhou para cobrir despesas médicas de sua esposa. A AMPAS se ofereceu para emprestar a ele dinheiro, mas Russell recusou. Dizem que ele vendeu o Oscar de 60.500 dólares.

18. 
Marlon Brando ganhou o Oscar em 1973 pela atuação no filme "O Poderoso Chefão". Porém, recusou a recebê-lo. Em seu lugar foi a "índia" Sacheen Littlefeather que fez o discurso de recusa, em nome do ator. Marlon Brando protestou contra o tratamento ao pobre da América e deturpação de Hollywood dos índios americanos. Porém, depois, descobriram que a índia nem índia de verdade era. Aff!

19. A lista dos mais estranhos destinatários dos discursos de agradecimento do Oscar incluem: cabeleireiros (Cher), a pobreza infantil (Roberto Benigni), advogados (Halle Berry), "vovô Buster" (Gwyneth Paltrow), e "todos que eu já conheci em toda minha vida" (Maureen Stapleton).


20. São usados 7 kg de ouro em pó comestível para decorar as 4000 miniaturas de estatueta de chocolate servidas na festa do Oscar.


E para fechar com "chave de ouro"...



21. Você aí sabe o que são os Seat-fillers?


Seat-fillers são os cidadãos que fazem o árduo trabalho de ocupar as cadeiras vazias da cerimônia, quando as estrelas vão ao toilette (porque banheiro é coisa de pobre" kkk), ou vão se apresentar ou receber a estatueta. Ganham 200 dólares por noite "trabalhada" e servem para nunca deixarem o Kodak Theatre com espaços vazios. Onde deixo meu currículo?

Espero que tenham gostado!

Sem mais!

Com carinho,

Naná.

23 fevereiro 2012

Desculpe-nos o transtorno. Estamos em obras!

Olá, pessoal!


Como vocês podem observar, estamos em reforma por aqui!

Já testei uns 300 mil backgrounds, outras 150 mil headers... E nada de me decidir!

Estou com o Photoshop aberto por aqui, tentando fazer algo que finalmente me agrade!

Estou também fazendo algumas experiências malucas em meu blog de testes, mas nada ainda muito produtivo!

O que importa é que vocês verão o blog assim "em obras" por mais alguns dias, até eu me acertar com a carinha nova dele!

Daí alguém diz: "Ah, mas por que você não faz isso na página de teste?" 

E eu respondo: Porque a transformação do blog também é uma forma metalinguística de mostrar a minha própria transformação! Heheheheh!

Mas não é hora pra filosofar!

Depois converso sobre isso!

Ah, só pra lembrar: tem coisinhas novas na página de "Utilitários" - clique aqui

Tudo feito com muito carinho por mim pra quem quer melhorar a carinha do próprio blog, mas não tem tanta experiência com edição!

Por enquanto colocarei apenas cabeçalhos... Farei alguns de tema masculino, mas vou disponibilizando com o tempo...

Já disponibilizei templates feitas por mim tempos atrás em outros cantinhos virtuais que eu tinha e isso me deu uma dor de cabeça que não gosto nem de lembrar!

Então, por enquanto, façam uso das headers! Facinhas de colocar, sem susto!

Pode inserir a vontade o nome do seu blog (só, por favor, não faça a cachorrada de retirar os créditos que eu coloquei)!

Muito obrigada sempre pela compreensão!

Com carinho.

Naná

22 fevereiro 2012

Lomografia - A arte de registrar a vida com sensibilidade

Oi gente!

Eu sou verdadeiramente apaixonada por fotografia e edição de imagens. (Sou de peixes, gosto de arte! Ou talvez seja herança genética, já que vim de uma família com muitos fotógrafos profissionais). 


Enfim, tudo que é ligado a fotografia eu gosto de apreciar, ler sobre, conhecer e aprender (ainda que não ponha quase nada em prática! rs!).

Numa dessas minhas "andanças" pela web, lá pra meados de 2005, eis que vejo um tipo de registro fotográfico extremamente interessante, criativo e sensível: a Lomografia.

Adoro fotografias que expressam sentimentos, que traduzem percepções aguçam nossos sentidos.

Encontrei isso na Lomografia.

Pra quem não sabe, resumidamente, a Lomografia é uma espécie de efeito fotográfico produzido a partir das câmeras modelo "LOMO LC-A", produzidas a partir dos anos 80. 



Estas câmeras são automáticas e de alta sensibilidade. Possuem um sistema de recepção de luz capaz de captar cor e movimento por até 30 segundos, sem uso de flash e sem deformação nas imagens. Outro efeito é o "olho de peixe", lente que permite que as fotos tenham uma moldura circular.

As câmeras Lomo surgem contemporaneamente à Guerra Fria. O general da antiga União Soviética Igor Petrowitsch Pantiloff obrigou a produção maciça de máquinas Lomo para comercialização popular, a fim de que as famílias documentassem por meio da fotografia (uma paixão do general) o estilo de vida da sociedade soviética.

E assim a "Lomomania" se difundiu pelo mundo. Por serem câmeras de fácil transporte e, pela sua peculiaridade, tornaram-se instrumentos para se fotografar o cotidiano, sem preparação ou produção. É uma fotografia inesperada, um retrato de cenas do dia-a-dia.

 
A Lomografia tornou-se um hobby levado a sério e, foi inclusive criado um estatuto para ela:
1. Leve a sua Lomo para onde vá.
2. Fotografe a qualquer hora do dia ou da noite.
3. A Lomografia não interfere na sua vida, é parte dela.
4. Aproxime-se o mais possível do objecto a ser fotografado.
5. Não pense.
6. Seja rápido.
7. Você não precisa de saber antecipadamente o que vai fotografar...
8. ...Nem posteriormente.
9. Não fotografe com os olhos.
10.Não se preocupe com as regras.


Quer ver alguns trabalhos? Tirei os que que vou apresentar a seguir do site Lomography:










Infelizmente, eu ainda não tenho minha Lomo. Mato minha vontade criando o efeito Lomo em fotos no Photoshop mesmo... (Um dia posto o tutorial pra vocês aqui).

Como não tenho uma Lomo, carrego minha câmera (na verdade a do Dudu, porque não gosto da minha! heheheh) pra onde vou e, às vezes sai algo até bacaninha. Porém, tenho que confessar que ainda penso demaaaais antes de fotografar e perco com isso bons momentos.

Meus devaneios estavam meio sufocados na escrita, por isso ando sentindo necessidade de expressá-los em imagens. Como adoro tirar foto, apresento a vocês meus humildes trabalhinhos fotográficos:




Quem quiser saber mais sobre Lomografia, recomendo:

Lomography
- Grupos sobre Lomografia no Flickr



Com carinho,

Naná.

21 fevereiro 2012

Os primeiros selinhos do blog!

Olá, pessoal!


Ai, que fofo! *_*

Ganhei meus primeiros selinhos da Juhjuh!



Achei tão fofos que vou abrir uma aba no blog chamado "awards", que tal?!


Bom, mas como todo selinho, estes têm suas regras! Vamos a elas!

O primeiro selinho:




Regras: Preencher o quiz do selinho. A imagem-base está aqui!


O segundo selinho:

 



Regras: fale 7 coisas sobre você e indique mais sete blogs


1. Eu não peguei o sobrenome do meu marido, quando casei.
2. Eu sei fazer crochê.
3. Já trabalhei como atendente de telemarketing da Claro.
4. Amo dormir.
5. Sonho em morar em uma casa grande.
6. Adoro dançar forró.
7. Eu tenho pavor de borboletas.

Terceiro selinho:





Regras: falar 10 coisas que marcaram seu último ano e indicar 10 blogs


1. Conheci os Backstreet Boys.
2. Terminei a pós-graduação.
3. Peguei o diploma do mestrado.
4. Comecei a trabalhar no Ensino Superior.
5. Comprei a Lola.
6. Comprei o Chris e a Sam.
7. Decidimos de vez quem iria ou não fazer parte da nossa vida.
8. Fizemos muitas viagens.
9. Realizei o sonho da máquina de costura própria.
10. Com os sustos que passei, conheci mais sobre mim!


Quarto selinho:





Regras: responder as perguntas abaixo e indicar 15 blogs


Nome: Ana Maria
Uma música: More Than That - Backstreet Boys
10 coisas sobre mim: Vou falar mais 3, pra completar as 10: Sou sãopaulina, tenho alergia a praticamente tudo e quero desistir da docência para crianças e jovens.
Humor: Ironia sempre!
Cores favoritas: Preto e rosa
Um seriado: Chaves
Frase ou palavra mais dita por você: Né?!
O que achou do selinho? Fofo!



Well... Como são uns 425 blogs, resolvi fazer diferente. Vou homenagear queridas leitoras que sempre  estão por aqui comentando no blog...

Indico com todo carinho:


Jaque - Quinze Desejos.

Sheyla - DMulheres.




E vou dar selinho pra Lalah! Heheheheh!

Já que a Juhjuh deu selinho pro Wife Life, os selinhos vão pro Casas e coisas!

Bom, é isso, pessoal!

Beijos a todos!



Com carinho.

Naná.

20 fevereiro 2012

Backstreet Boys em Brasília (Eu estava lá) - 1 ano!

Olá, pessoal!!!!!



Hoje é um dia tão especial, mas tãããão especial, que eu nem sabia que título colocar no post!

Hoje é dia do níver de nosso querido, lindo, amado e idolatrado Brian Littrell que completa 37 aninhos (o.O) É, eu tô beirando os 30 e ele os 40! TENSO como a vida passa rápido...

Ser LINDO: Você está fazendo isso MUUUUITO certo!

Brian pra mim é mais que um artista. É um exemplo de vida. Um exemplo de bom marido, bom pai, alguém que soube sempre e sabe até hoje como lidar com a fama sem se destruir ou desrespeitar algo tão importante como a família. 


Famílias verdadeiramente felizes são raridade hoje em dia.

E pessoas mal-resolvidas que têm prazer em ver o outro tão destruído quanto elas são cada vez mais frequentes.

Estão aí sempre com o ímpeto de destruir a felicidade alheia. Com nosso querido Brian não deve ser diferente e acho lindo e admirável da parte dele manter sempre a família unida e por perto.

Acho que quem, hoje em dia, respeita e honra sua própria família, contribui para a perpetuação dos bons exemplos... E do amor!
Bom, mas hoje não temos tempo aqui para reflexões. Vim para comemorar também 1 aninho de um sonho realizado. Coincidentemente, no mesmo dia do níver do Brian, realizei um sonho.


O sonho de conhecer os Backstreet Boys. Foi uma história tão linda, mágica e surpreendente que quero aqui dividir com vocês com o único intuito: Pedir a vocês que NUNCA desistam de um sonho. Quando você menos espera, ele pode se tornar realidade.


Bom, vamos lá.



Vou contar essa história por meio de muitas imagens... (Mil perdões pela marca nas fotos, mas é que torna-se algo muito chato ver suas fotos por aí sem nenhum crédito...)

Convido vocês a mergulhar comigo em algo que não é só um relato de fã, mas a história de um sonho de mais de uma década que se tornou realidade!





1. Tudo começa no ingresso... 
Compramos no primeiro dia da venda e a tensão começou... Como ir pra Brasília? Onde ficar? Como não se perder lá (rs)?

Enfim, como disse Dudu: "Primeiro a gente compra o ingresso, depois a gente descobre como vai".


2. A preparação. 


Sou suuuuper fiel às minhas convicções.

E uma coisa que sempre ficou na minha cabeça foi uma "promessa" que fiz a minha mesma em 2001: De que, quando fosse a um show dos Backs, iria com as unhas pintadas de "Black & Blue" (uma alusão ao CD deles lançado naquela época).

Só consegui ir a um show deles
11 anos depois, mas a promessa ficou. Fiz as unhas uma tarde antes de viajar (até porque, como que eu ia dar aula no PAV com as unhas desse jeito)? Foi corrido, porém muito especial...


3. A chegada.


Sábado, acabou meu sossego. Nosso plano era chegar no domingo mesmo, mas quem disse que sosseguei? Saímos no sábado mesmo. Viajamos de carro por aproximadamente 6 horas e fomos chegar lá à linda Brasília (porque PUTA QUE PARIU oh lugar lindo!) bem à noite.

Porém, surge um problema: Onde fica o hotel??? Legal! Nos perdemos! kkkkkk

E ficamos perdidos umas boas horas...
E como GPS é para os fracos, ligamos no hotel e o carinha que trabalha lá nos ensinou a chegar no tal "setor hoteleiro sul". Tãããão óbvio, tão fácil... Só que não! heheheh

4. A expectativa.
Ginásio Nilson Nelson... 

Ai que alívio ver que já estávamos ali... 

Primeira coisa que eu saí correndo pra fazer?

Claro... Comprar a camiseta! Outro sonho adolescente... Sempre quis ter uma camiseta dos Backs, mas nunca tive
(tirando uma que eu fiz com um transfer vagabundo que veio numa revista). Ela podia custar o tanto que fosse (e foi beeeem carinha) que eu ia comprar. Afinal, sonhos não têm preço!



Na noite anterior, eu havia sonhado que me encontrava com eles. Antes de dormir, Juhjuh (amiga minha de anos), me mandou uma mensagem, dizendo que eles estavam no Meliá que era... De frente ao nosso hotel!


Mas como "de frente" em Brasília não significa "perto", Dudu me prometeu que no dia seguinte me levaria lá, pra eu tentar conhecê-los...
5. A fila.
A fila foi uma história a parte... E não é que a primeira da fila era de Uberlândia?! kkkkkk Mas não era eu, porque passamos nos pontos turísticos principais de Brasília pra dar uma voltinha primeiro! 


Desistimos de ir ao hotel. No jogo do São Paulo perdi uma tarde inteira esperando o Rogério Ceni descer e nada... Não ia desperdiçar um bom lugar na fila, por conta de uma falsa esperança.

Sonhei sim que conhecia os meninos, mas de certo era só sonho...
Bom, passamos boas horas na fila. Foi divertido, conhecemos fãs, gente lesada e sem-noção e muita gente bacana que, assim como nós, queria se divertir.

Agora, uma coisa que JAMAIS esqueceremos. Dudu resolveu dar uma volta pra achar um banheiro, porque lá fora não tinha nenhum. E, com seu inglês foi parar onde? 

No backstage! 

Viu até a mesa de controle dos microfones com o nome de cada um deles. Lógico, não tirou foto pra não dar pinta.

Uma coisa que chamou a atenção dele foi que tudo (absolutamente TUDO) eles diziam "double check" (que seria algo como "verifique duas vezes")  que mostra um certo rigor na montagem do show (mas que mesmo assim deu problema nos clipes individuais que iriam passar no telão).

A entrada dele por lá foi fácil, fácil. Fãs histéricas (que tavam dando vergonha alheia) é óbvio que eles barravam... Mas Dudu, sem estereótipo de fã, entrou na boa lá pra dentro (e saiu na boa também). Tirem suas próprias conclusões...

6. A surpresa.

Tarde de domingo e a gente lá na fila...
De bobeira, esperando a noite chegar pra entrar e ver o show. Eis que surge uma menina na minha frente e diz: "Tenho uma entrada pra Soundcheck Silver sobrando", alguém quer comprar?

Eu perguntei quanto era, ela foi irônica e disse que tava vendendo pelo preço que a menina comprou (que era uns 300 e tanto).

Eu disse que infelizmente não tinha, só tinha 120 reais. E ela foi embora.

Todo mundo que tava na fila ficou com o coração na mão! A tal menina dona da entrada tinha ficado doente e não poderia ir. Era a chance de qualquer um que estava ali poder ir vê-los mais de perto ainda!

Eu fiquei super chateada. Por que não botei mais de 300 na bolsa? Certamente, ela ia achar outra pessoa que pagasse ali na hora.

Bom, mas dizem por aí que o que é da gente ninguém pega, não é?!

Eis que a menina volta e adivinhem?!

Ela me perguntou: Você tá com os 120 aí? Eu disse que sim e ela disse que venderia pra mim!

No começo achei que fosse golpe, mas Dudu me tranquilizou e disse pra eu ir com ela.

Lá fui eu. Tremeeeeeeeeendo! Nem sabia o que ia acontecer!

Tinha visto esse negócio de soundecheck no site deles, mas nem tinha dado bola. Quando ela me falou que a gente assistia um "pocket show" e depois tirava uma foto com eles... Quase morri!

Não é que meu sonho da noite anterior ia acontecer mesmo?

Não tava nem acreditando...

Só ia acreditar meeeeesmo quando acontecesse tudo!


Quando consegui entrar e o chato do Justin entregou minha linda credencial, parecia que eu estava entrando em um sonho...
7. A soundcheck.


Imaginem: uma garota de Uberlândia que consegue comprar entradas de um show para ver seus ídolos. Isso já não é suficientemente lindo e perfeito?!

Que dia nessa minha vidinha que eu iria imaginar que uma coisa dessas aconteceria???

Pra mim, estar ali no show já era um presente.

Ter conseguido entrar na Soundcheck sem comprar com antecedência na internet - pois não se vende isso na portaria do show (e por menos da metade do preço) era mais que sonho! É Deus mamãe! kkkkk

O ruim disso tudo é que deixei Dudu lá fora... Mas da próxima, eu comprarei com antecedência uma entrada de Soundcheck Platinum pra mim e ele irá de Silver! kkkk (Vai adorar a ideia de tirar foto com eles, só que ao contrário!)

Falei o tempo todo com ele no celular e todos lá fora queriam saber se tinha dado tudo certo! Rolou uma inveja, lóóóóógico, mas meu santo é forte e nada nem ninguém destruiria aquele momento!

Vamos às fotos?
Preciso dizer que o aniversariante estava LINDO?

Eu fiquei tão emocionada de ver o Howie que a maioria das fotos que tirei dele na Soundcheck estão ou tremidas ou embaçadas! kkkk

Neeeeeck!

Deixe-me explicar a presença desse cone rosa. São os chapeuzinhos que algumas fãs levaram pra comemorar o níver do Brian!



O aniversariante. Suuuuper simpático! *_*

Óbvio que eu tirei muuuuitas fotos dele!



Nick e Howie ficaram pertinho um do outro tempo todo. Isso facilitou demais as fotos!

Brian toooodo meninão dando tchauzinho pra gente!

Teve o momento em que as fãs podiam fazer perguntas. Nem levantei o dedo! Não tinha condição emocional pra isso! kkkk
8. Os momentos antes da foto oficial.

Foi louco como não se dava pra pensar em nada e ao mesmo tempo passar tudo na cabeça naquele momento.

Não sei descrever o que senti. Não sei nem expressar. Só posso dizer duas coisas: Não chorei e parei de tremer na hora.

Fui tomada por um êxtase tamanho que me anestesiou. Fiquei tão calma, que parecia que já havia feito aquilo várias vezes.

Aquela sensação de "Ai, vou morrer, vou gritar, vou chorar, vou espernear!" que achei até então que teria não aconteceu.

Constatei que ali não era momento de estresse, nem de lágrimas...

Fiquei caaaalma e fui ao encontro deles!

9. A foto oficial.


Era chegada a hora da foto!

Tudo extremamente rápido e que, ao mesmo tempo, que durou uma eternidade!

Tudo o que consegui dizer a eles foi "I love you" (kkkkk, suuuper criativo).

As meninas (e o namorado de uma delas- hehe) foram muito legais comigo! Infelizmente, não anotei o contato de nenhuma delas, mas, se acaso lererm este post e quiserem se comunicar comigo, basta mandar um e-mail! O endereço está lá na aba "contato".

Cinco coisas que me marcaram (além do fato de eles serem LIIIIINDOS mesmo ao vivo):

- Como eles são educados! Nick não tem NAAAADA de metido! Brian estava radiante e AJ também (nem parecia ter saído da rehab).

- A pele do braço do Nick é áspera! Estranho dizer isso, mas achei! kkk

- As tatoos do AJ são lindas ao vivo!

- O AJ sorriu e apontou pras minhas unhas quando as viu! (Vomitei um arco-íris nessa hora, né?! Minhas unhas tinham feito o maior sucesso na fila do show, mas nunca pensei que um deles iria notá-las!).

- Fiquei tão encantada em vê-los que parei na rampa e fiquei. De repente só vejo um "armário" gritando em inglês e eu "nem tchum". Depois, ele vem e me tira quase que a força de lá e eu nem aí... Podia me levar carregada de lá que eu nem perceberia! *_*

10. O "pós-foto".


Depois da foto, não podíamos sair. Tínhamos que esperar o "tour" pelo backstage (tour esse que Dudu fez de graça à tarde) que o Nick faria com as pessoas que pagaram a entrada Platinum da Soundcheck.

Bom, mais uma vez, estou eu de bobeira sentada e encontro uma fresta. E o que estava rolando nessa fresta? O tal passeio com o Nick! Tirei a foto! Ficou ruim, porque tava um empurra-empurra de mulher histérica, mas vale o registro! 


11. O Show.


Hora do show.

Hora de rever meu amor também. Portões abertos para os não-pagantes da Sondcheck, eu já estava lá na frente, perto do palco e ele veio correndo me encontrar. *_*

Estava tão anestesiada, tão feliz que nem me importava mais o show! Mentira!

Queria curtir sem estresse... Poderia ter ficado lá no "gargarejo", mas até dei uma recuadinha... O calor foi ficando insuportável, aquele bafo quente de não sei quantas mil pessoas respirando no mesmo ginásio tava osso de aguentar, mas pelos Backs faríamos qualquer coisa.

Aguentamos bem até o início do show!

Quando a primeira música começou a dor no pé, o cansaço, a fome, a vontade (loooouca) de fazer xixi, tudo foi embora!

Ficou só a vontade de cantar e gritar muuuuito!

As fotos foram de autoria basicamente de Dudu!

Lógico que eu, com menos de 1,60 de altura e ainda emocionada com tanta coisa acontecendo jamais conseguiria fazer boas fotos.

Precisava meeesmo de alguém com frieza pra fazer isso! Hehehehe

Aproveito o momento para agradecer meu marido Dudu por tudo. Sem o apoio e presença dele, eu JAMAIS conseguiria realizar meu sonho.

Muito obrigada, Peto por tudo! Você sabe o quanto BsB fez e faz parte de nossa história e como tudo que aconteceu nesse dia tem valor pra mim! Te amo muito!
 













12. More than that.

Não lembro que hora tocou, mas preciso fazer um adendo mais que especial para o momento em que "More Than That" tocou.

Até então não havia chorado.

Mas, 
"More Than That" veio pra acabar! kkkk

E explico o porquê.

Em 2001, eu era apaixonada pelo Dudu. Tínhamos 16 aninhos e estudávamos juntos no segundo ano do Ensino Médio.

Como eu era apaixinada por BsB, mandei pra ele uma cartinha com a letra dessa música e pedi pra ele pra que se lembrasse de mim, toda vez que a ouvisse.

No ano seguinte, começamos a namorar e esta virou uma canção nossa, uma espécie de trilha sonora do nosso amor.

Quando a ouvi ali, foi inevitável que um filme passasse em minha cabeça.

Percebi que, de fato, sonhos se tornam realidade. Dez anos antes, eu era uma garota que sonhava em namorar o Dudu e conhecer os Backstreet Boys.

Dez anos depois, estava eu ali: casada com o Dudu e ouvindo juntinha com ele a nossa música cantada ao vivo pelos Backstreet Boys!

É ou não é motivo suficiente pra chorar?!

Eu chorava de soluçar!

Foi um dos momentos mais lindos e mágicos da minha vida. JAMAIS irei me esquecer daquele presente que Deus havia preparado pra mim!
 

Nick com a mão no "coiso"... As mina pira! kkkkk



















13. A hora do bolo!


Pensam que acabou?

Nããão!

Ainda faltava o parabéns do aniversariante! E esse causou tamanho reboliço que foi difícil até pra tirar foto!

Mas foi lindo ver a Leighanne e o Baylee entrando com o bolo no palco pra homenagear o Brian! Que família mais linda, meu Deus!






Brian agradecendo o carinho das fãs! Um fofo!















14. O depois.


Ai, ai... Depois do show, muita canseira, mas uma grande alegria!

Saímos de casa no sábado prontos a ver um show e tivemos muito, mas muito mais que isso!

Só lembranças boas ficaram...

E a lição de que devemos sempre correr atrás de nossos sonhos e pensar que eles são possíveis!

Pode parecer clichê, mas tenho certeza de que, quando você conseguir realizá-los vai entender o que eu estou falando!


Minha camiseta LINDA!

Ai, ai...
Minha credencial igualmente linda! *_*
Bom, pessoal, é isso!

2011 foi para mim um ano beeem difícil. Mas relevo cada momento ruim, só de me lembrar deste lindo dia que passei tão feliz, realizando um sonho!

Espero que em 2012 eu tenha mais uma boa e grata surpresa como esta! Quem sabe, né?!

Um grande abraço a todos!



Com carinho,

Naná Dorough.
Real Time Web Analytics