• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

Mostrando postagens com marcador Naomi. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Naomi. Mostrar todas as postagens

15 abril 2013

Pullip X Blyhte (Diferenças e muito amor!)

Oiiiii, gente!

Voltei!



Tava com saudades de vocês, sabia?!

Passei um tempo pensando na vida, tive dodói e esse momento serviu pra que eu repensasse muita coisa da minha vida, me fez bem!

Fiquei fora do blog para não transformá-lo em um divã (mais do que ele às vezes já é) e voltar com coisas boas e que agreguem a vocês!

Bom, pelo título, a novidade é boa!

Temos uma nova dollzinha no pedaço!

É ela: Rosa Maria! Ou "Rô" para os íntimos!


Sim! Temos uma Blythe na família! (E o nome que eu dei a ela é bem óbvio! kkk)

É uma Blythe Simply Guava, de abril de 2010. Veja a frente e o verso da caixa dela!





E como é a minha primeira Blythe (e eu nunca tinha visto uma ao vivo), reolvi fazer um post informativo, explicando diferenças entre Blythes e Pullips e a minha sensação ao ver algo tão "cabeçudamente fofo" na minha frente!
Dulce Maria (Pullip Merl) à esquerda e Rosa Maria (Blythe Simply Guava) à direita.

Pode parecer meio óbvia a distinção entre as duas bonecas, mas não é.

Pesquisando sobre Blythes, vi diversos sites/blogs que falavam sobre Blythes e postavam fotos de Pullips e vice-versa.

Pra quem tem os olhinhos bonequeiros treinados, pode parecer fácil diferenciar. Mas, apesar de serem menininhas completamente diferentes, vou passar aqui um guia básico de diferenciação entre Pullips e Blythes!

Não é minha intenção aqui escrever termos técnicos para quem já entende de bonecas e sim construir um guia básico de quem quer começar a entender sobre estas bonecas e não sabe muito bem por onde começar.

Vale lembrar que todas as minhas dolls são "stock", ou seja, estão sem nenhuma customização, originais de fábrica.

Tamanho

Quando eu vi a caixa da Blythe, me assustei! É muito pititica! É uma doll relativamente leve, se comparada com a Pullip!
Caixona, né?!
Puti! Olha a surpresa!
Façamos agora algumas comparações.

Primeira: Comparação entre uma caixa de Pullip e uma de Blythe.



Pela caixa já dá para perceber que a Blythe é mesmo uma menininha. À direita, a caixa da minha Dulce (Pullip Merl), com dimensões beeem diferentes das da Blythe!

Daí você pode falar: "Ah, mas eu não tenho Pullip, como que eu vou ter noção de tamanho da caixa?"

Então, lá vai uma fotinha minha com a caixa da Rosa Maria:



Como podem perceber, estou de cara emburrada e triste na foto! kkkkkkk

Well, retomando.

Diferenças nas dimensões

Podemos fazer um outro comparativo pra vocês entenderem melhor. Vejamos as diferenças de dimensões entre: Pullip, Blythe e uma Barbie Ginasta de 1996 (sim, porque as Barbies de hoje são mais magrinhas, mas eu não tenho nenhuma).



A altura da Pullip e da Blythe é praticamente a mesma (considerando que a Aurora tá de salto e que a Rosa não tá com o pé perfeitamente encaixado no tênis), ou seja, por volta de 27 cm. A Blythe é um pouquinho mais baixinha e, com a Barbie do lado, dá pra ter uma noção do tamanho destas dolls.

Porém, o que realmente chama a atenção é o tamanho da cabeça. A Barbie tem uma cabeça proporcional o corpo. Já a Pullip tem um cabeção, mas nada comparado ao da Blythe.

O cabeção da Blythe, apesar de gigante não faz dela uma doll bizarra ou desproporcional. Pelo contrário, é o que dá o charme a ela!

Detalhes estruturais

Se você não está convencido de que Pullip e Blythe são dolls diferentes, vamos aos detalhes da estrutura de ambas.

Brilho no rosto.

As Pullips têm o rosto fosco, com aspecto de porcelana... Repare, na imagem a seguir (uma das primeiras da Aurora, quando ela chegou em 2010), que mesmo com flash o rostinho se mantém fosco!



Já a Blythe tem o rosto brilhoso (há algumas que estão vindo foscas, mas isto não vem ao caso no momento). Pode ser lixado e customizado (mas isso é assunto pra outro post), porém é notória esta diferença com a Pullip. Observe, nesta foto, a diferença entre o brilho do rosto da Blythe e o fosco do rosto da Pullip:



Repare que nem coloquei flash e o rostinho da Blythe brilhou muito!

Até agora este brilho não me incomodou. Já tirei algumas fotos e não me preocupei com esta característica dela. Não tem gente que é magra? Gorda? Alta? Baixa? As Blythes tem a "pele" brilhosa. Nada mais.

Corpo.

As Pullips são totalmente articuladas e sua estrutura é feita de um plástico duro, enquanto que as Blythes não tem articulações e seus corpinhos são de borracha (semelhante às das Barbies dos anos 80 e 90).

Não tive coragem de tirar foto das minhas mocinhas nuas pra mostrar a diferença dos corpinhos, por isso recorri a este site aqui (crédito total da imagem a seguir a eles) para vocês perceberem como é o corpo da Pullip e da Blythe.

http://3.bp.blogspot.com/-HIYobN2zy3s/UFY_fG_CWoI/AAAAAAAARLA/NEKjuGyogZY/s640/IMG_4213.jpg

Minha experiência pessoal:
As roupinhas de Barbie ficam meio frouxas nas Pullips. Já na Blythe ficaram melhor. Inclusive a roupinha da Moxie (que vocês viram nas imagens anteriores: jaqueta e saia rosa) quase não coube na Blythe!

A questão da articulação é boa porque dá mais mobilidade para poses, na hora de fotografar, mas é um saco para colocar roupas, porque ela fica meio "desconsertada" (principalmente se a Pullip for mais antiga e já estiver com o corpinho original "stock" mais "frouxo").

Note a possibilidade de movimentos da Pullip, neste ensaio que eu fiz da Dulce na Páscoa:


Já a Blythe não tem tanta possibilidade de movimento, mas em compensação é mais fácil de segurar (porque não se "dobra" toda) e de trocar a roupinha. Observe, com a mesma poltroninha, a Rosa Maria:



Repare também a diferença de tamanho entre uma Blythe Littlest PetShop (vendida em qualquer loja de brinquedos no Brasil) e a Neo Blythe.

Olhos.

Os olhos são, na minha opinião, a maior diferença entre as Pullips e as Blythes.

O mecanismo de olhos da Pullip permite que ela vire os olhos pra direita e pra esquerda, além de ter uma alavanca que possibilita que eles permaneçam fechados. Veja a cabeça da Dulce e compreenda:


Já a Blythe possui o "Pull Ring" que é uma cordinha conectada à cabeça da doll, a qual você puxa e a cor dos olhos (e posição) é trocada automaticamente. Veja, a seguir o Pull Ring e as quatro cores de olhos da minha Blythe:



Detalhe: Tanto nas Pullips quanto nas Blythes, as cores dos olhos podem variar, de acordo com o modelo.

Ainda sobre os olhos, repare na imagem a seguir que, mesmo com a trava ativada, os olhos da Lola não fecham muito bem... (Existe um truque para fechá-los melhor, mas não vem ao caso agora, neste post introdutório).



Já os da Blythe... Apesar de fecharem muito bem (conforme imagem a seguir) não conseguem ficar nesta posição, sem que o Pull Ring seja ativado...



Também há um truque para mantê-los fechados sem estar com Pull Ring puxando. É o "sleep eyes", mas isso também é assunto para outro post...

Impressões Pessoais...

Achei a Blythe um pouquinho mal acabada, com relação às Pullips (não sei se é porque eu comprei a mais baratinha, mas um dos "eye chips" - os olhos -tinha rebarbas de cola e o cabelinho estava com algumas pontas maiores do que o restante do cabelo).

O rostinho da Blythe é mais virado para baixo do que o da Pullip, o que te faz passar a ter um olhar fotográfico diferenciado para pegar o melhor ângulo.

Apesar de nós bonequeiras termos a liberdade de escolher qual roupinha e personalidade nossas dolls vão ter, acho que certos modelitos não combinam com a Rosa Maria...

Tentei colocar algo mais "sexy" que serve tranquilamente na Aurora e na Lola, mas não "ornou" com a Rô, que ficou mais fofa com modelos mais coloridinhos e de mocinha! Talvez outras Blythes até se enquadrem em modelos mais adultos, mas isso não deu certo com a Rosa Maria.

Pullip X Blythe

Uns amam incondicionalmente as Pullips, outros não trocam as Blythes por nenhuma outra doll. Hoje, tendo contato tanto com Pullips quanto com a minha mais nova filhota Blythe posso garantir que ambas são especiais!

Cada uma com suas peculiaridades e características tem um rostinho encantador que faz qualquer pessoa (bonequeira ou não) se derreter por elas...



Estas são minhas meninas! Lola, Rosa, Dulce, Aurora e as pititicas Sebastiana e Natalina!

Bom, espero que tenham gostado e compreendido um pouquinho mais sobre as Pullips e as Blythes!

Com carinho,

23 janeiro 2013

Minha alegria de plástico

Olá, pessoal!

Continuando a série de posts bonequeiros, o episódio de hoje é para falar da minha família de plástico. Não é uma coleção qualquer, em que se junta coisas iguais sem razão.

Todos os integrantes tem história e boas memórias associadas, como tudo que gosto de reunir em minha casa e minha vida.

E como este blog é sobre a vida, segundo o meu ponto de vista e essas fofuras de plástico fazem parte dela, nada mais apropriado que apresentar a vocês!

Nesta foto consegui reunir a galera, como sempre quis! (Ainda que no aperto, mas foi!).

Vamos às pessoinhas:

- Sentada: Barbie Ginasta (ganhei em 1996 e foi minha penúltima boneca da infância. A última foi uma "Trancinha da Eliana" - uma boneca que tinha cabelo de lã e que podia ser cortado - mas não curto ela).

- Em pé: Uma linda, totalmente original e em perfeito estado de conservação Barbie Alta Costura de 1990 dada pela minha mãe (guardada a sete chaves por quase 20 anos e que me foi entregue depois que casei - temos inclusive a caixa! o.0), juntamente com o Ken.

Lalaloopsy:

- Grande: Lalaloopsy Tippy Tumbelina, dada pelo meu irmão e que eu batizei de Tumbs!

- Mini: Lalaloopsy Mini Peanut Big Top. Por ela ter um cenário de circo, lembramos de "Circus" e a batizamos de Neide Maria (em homenagem à Britney! kkkkk).

A diferença de tamanho das duas merece destaque!
Moxie Girlz:

- Morena: Moxie Sophina, dada pelo Dudu e batizada por ele de Penny.

- Loira: Moxie Avery, também dada pelo Dudu e que chegamos ao consenso de que seria a Tchutchuca.

Moranguinho:
De 1991, a "Moranguinho Trajes Típicos - Brasil" foi dada pela minha madrinha e até pouco tempo atrás tinha cheirinho! Heheheh! É a nossa Moranguete!

Blythes Loves Littlest Pet Shop:

- Loira: Blythe Loves Littlest Pet Shop Cutest Cubs - Veio no Natal, por isso se chama Natalina Maria.

- Ruiva: Blythe Loves Littlest Pet Shop Outdoor Afternoon - Como veio no dia de São Sebastião, chama-se Sebastiana Maria.




Minha mais nova aquisição, depois falo mais delas!

(E, por fim, mas não menos importante)...

Pullips:

Morena: A filha mais velha, Aurora Maria, uma Pullip Naomi lançada em novembro de 2009 (mais significativo, impossível), tem esse nome porque seu olhar me lembra a aurora polar.

Loira: A segunda filhota, Lourdes Maria - a Lola - uma Pullip Melissa lançada em agosto de 2010, tem esse nome porque é loira e biscatona, me lembra a Madonna, consequentemente a filha dela, Lourdes Maria.

Ruiva: A caçulinha (por enquanto), Dulce Maria - uma Pullip Merl lançada em julho de 2012 e tem esse nome porque é ruiva! (Dã!).

Estava me devendo este ensaio! Acabei fazendo dois: Este mais romântico com os vestidos champagne que elas estavam usando desde o ano novo e um mais bitch!




Depois posto os ensaios individuais. Modestia à parte, ficaram lindos!
Colecionar dolls é mais que terapêutico.

É resgatar o que há de melhor em nós e que, às vezes, está adormecido. Algo obrigatório, já que para lidar com estes "seres" é necessário delicadeza, paciência, criatividade e tranquilidade, muitas vezes perdidas com a louca e conturbada rotina diária.

Ao contrário do que muita gente possa achar, não estamos nos infantilizando ou tomando para nós uma brincadeira exlclusivamente de criança.

Não saímos pela rua puxando pelos cabelos Barbies baratas de 50 reais, nem tampouco lambuzamos de batom ou giz de cera a cara das "Meu Bebê". Não ganhamos uma no Natal e destruímos em 15 dias, nem enjoamos delas semanas depois.

Crianças fazem isso.

Colecionadores de bonecas não.


Gostamos de coleções, admiramos belas roupas, a riqueza de detalhes das bonecas e de seus acessórios e cuidamos muito bem delas. Gostamos de fotografá-las. Não tocamos em seus rostos (para evitar manchas) e evitamos ao máximo o contato delas com pessoas que não saibam manuseá-las.

Não enjoamos, nem descartamos nossas bonecas.

E elas também não custam 50 reais.

E, quando custam, não são nada atraentes para crianças...

Assim como há pessoas adultas que tem dezenas de miniaturas de carros e motos, réplicas ricas em detalhes (e não saem por aí batendo suas miniaturas nas paredes ou as jogando do alto do sofá), os "bonequeiros" vêem as bonecas como peças a serem admiradas e cuidadas. Simples assim.

Temos família, profissão, (muitos de nós têm filhos) e nosso hobby não atrapalha nada disso, nem tampouco nos faz mais ou menos adultos.

Se está gostando de saber mais da vida bonequeira e quer começar ou se você aí já é bonequeiro, entre em contato (clicando aqui) que terei a maior satisfação em falar com você!

Bom, por hoje é só!

Com carinho,



13 janeiro 2013

Novidade! Temos um Wix!

Oi, gente!

Ok, sei que deveria estar bêbada e escornada em alguma parede, pois é sábado...

Mas eu não bebo e sou nerd, fazer o quê, né?! Meu conceito de sábado bom passa bem longe disso!

E num frio desses, o que me importa é que a madruga foi produtiva!

Dudu conseguiu finalmente transferir todos os meus amados arquivos do netbook pro note e eu consegui, depois de um eterno "começa-dá-preguiça-desiste" finalizar o wix das meninas! *_*



Ainda não tá do jeitinho que eu quero, mas já está no ar! Vou ajeitando com o tempo (que nem eu faço aqui)!

Quem quiser conferir: http://vidasegundoaspullips.wix.com/auroralolaedulce

Como eu só queria publicar fotos (e reunir a das 3 em um mesmo lugar - o que fica complicado sem uma conta Pro no Flickr), optei pelo wix e não por mais um blog.

Quero ver se assim eu finalmente tomo vergonha na cara e tiro mais fotos das meninas, principalmente de Dulceta! Coitada, chegou e nem uma sessãozinha de fotos teve!

Espero que gostem!

Depois vou colocar aqui do lado o bannerzinho com o link, pois sempre hospedarei as fotinhas delas lá!

Bom, é isso!

Com carinho,

08 janeiro 2013

Amor que não se mede.

Olá, pessoal!

Estão gostando das mudanças por aqui?!

Ainda vai mudar mais, aguardem...

Amar Pullips definitivamente não é pra qualquer um. É mais que um hobby, é um exercício diferente para se enxergar o mundo de uma forma mais leve, doce e observando cada detalhe, por menor e mais simples que seja...







(Até para os mais safadinhos... Hehehehehe)



Amar Pullips não é de uma hora pra outra. Você "namora" dias e até meses até a compra de uma. É, acima de tudo, pensar que este não é um amor passageiro, do qual se enjoa fácil, depois da compra de duas ou três dolls.

É exercitar a paciência e o comprometimento em não ter apenas bonecas colecionáveis, mas construir todo um universo de roupas, sapatos, acessórios, histórias, memórias, composição de cores e imagens...

É esperar dias, semanas pela chegada de sua alegria envolvida em uma caixinha de papelão...
Esta foto, uma das primeiras sessões de Aurora, fará 2 anos amanhã...

É passar a ver a vida com sensibilidade, cor e sem vergonha do que os outros vão pensar...

E por que estou falando tudo isso?!

Porque vi ontem no Facebook o compartilhamento de um video que expressa de um jeito encantador o que é amar Pullips.

Veja e se apaixone também!



Com carinho,



Real Time Web Analytics