• Pullips
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000001_zps3f1d850a.png
    Clique e conheça mais sobre estas encantadoras dolls! Leia Mais...
  • Rainbow Cupcake
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000002copy_zps036529c7.png
    Aprenda aqui como fazer a lendária receita de cupcake arco-íris! Leia Mais...
  • Backstreet Boys
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000005_zpsb518dd09.png
    Leia neste post como esta incrível banda faz parte da minha vida há mais de uma década e a minha saga para conhecê-los! Leia Mais...
  • Britney em imagens raras
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000004_zps8cfbd2dd.png
    Veja aqui imagens raras de Britney Spears em sua trajetória pessoal e profissional. Leia Mais...
  • Salvador
    http://i25.photobucket.com/albums/c98/nanadorough/teste000006_zpscada8fdb.png
    Veja aqui imagens desta terra encantadora e cheia de luz! Leia Mais...

Mostrando postagens com marcador ginasta. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ginasta. Mostrar todas as postagens

23 janeiro 2013

Minha alegria de plástico

Olá, pessoal!

Continuando a série de posts bonequeiros, o episódio de hoje é para falar da minha família de plástico. Não é uma coleção qualquer, em que se junta coisas iguais sem razão.

Todos os integrantes tem história e boas memórias associadas, como tudo que gosto de reunir em minha casa e minha vida.

E como este blog é sobre a vida, segundo o meu ponto de vista e essas fofuras de plástico fazem parte dela, nada mais apropriado que apresentar a vocês!

Nesta foto consegui reunir a galera, como sempre quis! (Ainda que no aperto, mas foi!).

Vamos às pessoinhas:

- Sentada: Barbie Ginasta (ganhei em 1996 e foi minha penúltima boneca da infância. A última foi uma "Trancinha da Eliana" - uma boneca que tinha cabelo de lã e que podia ser cortado - mas não curto ela).

- Em pé: Uma linda, totalmente original e em perfeito estado de conservação Barbie Alta Costura de 1990 dada pela minha mãe (guardada a sete chaves por quase 20 anos e que me foi entregue depois que casei - temos inclusive a caixa! o.0), juntamente com o Ken.

Lalaloopsy:

- Grande: Lalaloopsy Tippy Tumbelina, dada pelo meu irmão e que eu batizei de Tumbs!

- Mini: Lalaloopsy Mini Peanut Big Top. Por ela ter um cenário de circo, lembramos de "Circus" e a batizamos de Neide Maria (em homenagem à Britney! kkkkk).

A diferença de tamanho das duas merece destaque!
Moxie Girlz:

- Morena: Moxie Sophina, dada pelo Dudu e batizada por ele de Penny.

- Loira: Moxie Avery, também dada pelo Dudu e que chegamos ao consenso de que seria a Tchutchuca.

Moranguinho:
De 1991, a "Moranguinho Trajes Típicos - Brasil" foi dada pela minha madrinha e até pouco tempo atrás tinha cheirinho! Heheheh! É a nossa Moranguete!

Blythes Loves Littlest Pet Shop:

- Loira: Blythe Loves Littlest Pet Shop Cutest Cubs - Veio no Natal, por isso se chama Natalina Maria.

- Ruiva: Blythe Loves Littlest Pet Shop Outdoor Afternoon - Como veio no dia de São Sebastião, chama-se Sebastiana Maria.




Minha mais nova aquisição, depois falo mais delas!

(E, por fim, mas não menos importante)...

Pullips:

Morena: A filha mais velha, Aurora Maria, uma Pullip Naomi lançada em novembro de 2009 (mais significativo, impossível), tem esse nome porque seu olhar me lembra a aurora polar.

Loira: A segunda filhota, Lourdes Maria - a Lola - uma Pullip Melissa lançada em agosto de 2010, tem esse nome porque é loira e biscatona, me lembra a Madonna, consequentemente a filha dela, Lourdes Maria.

Ruiva: A caçulinha (por enquanto), Dulce Maria - uma Pullip Merl lançada em julho de 2012 e tem esse nome porque é ruiva! (Dã!).

Estava me devendo este ensaio! Acabei fazendo dois: Este mais romântico com os vestidos champagne que elas estavam usando desde o ano novo e um mais bitch!




Depois posto os ensaios individuais. Modestia à parte, ficaram lindos!
Colecionar dolls é mais que terapêutico.

É resgatar o que há de melhor em nós e que, às vezes, está adormecido. Algo obrigatório, já que para lidar com estes "seres" é necessário delicadeza, paciência, criatividade e tranquilidade, muitas vezes perdidas com a louca e conturbada rotina diária.

Ao contrário do que muita gente possa achar, não estamos nos infantilizando ou tomando para nós uma brincadeira exlclusivamente de criança.

Não saímos pela rua puxando pelos cabelos Barbies baratas de 50 reais, nem tampouco lambuzamos de batom ou giz de cera a cara das "Meu Bebê". Não ganhamos uma no Natal e destruímos em 15 dias, nem enjoamos delas semanas depois.

Crianças fazem isso.

Colecionadores de bonecas não.


Gostamos de coleções, admiramos belas roupas, a riqueza de detalhes das bonecas e de seus acessórios e cuidamos muito bem delas. Gostamos de fotografá-las. Não tocamos em seus rostos (para evitar manchas) e evitamos ao máximo o contato delas com pessoas que não saibam manuseá-las.

Não enjoamos, nem descartamos nossas bonecas.

E elas também não custam 50 reais.

E, quando custam, não são nada atraentes para crianças...

Assim como há pessoas adultas que tem dezenas de miniaturas de carros e motos, réplicas ricas em detalhes (e não saem por aí batendo suas miniaturas nas paredes ou as jogando do alto do sofá), os "bonequeiros" vêem as bonecas como peças a serem admiradas e cuidadas. Simples assim.

Temos família, profissão, (muitos de nós têm filhos) e nosso hobby não atrapalha nada disso, nem tampouco nos faz mais ou menos adultos.

Se está gostando de saber mais da vida bonequeira e quer começar ou se você aí já é bonequeiro, entre em contato (clicando aqui) que terei a maior satisfação em falar com você!

Bom, por hoje é só!

Com carinho,



Real Time Web Analytics